São Caetano do Sul,

quarta-feira, 30 de maio de 2012

1º jogo da final da Copa do Brasil de Futebol Feminino será dia 3 de junho



A Copa do Brasil de Futebol Feminino já tem seus finalistas: São José/SP e Centro Olímpico/SP.
A primeira final será no dia 3 de junho, em São José dos Campos, às 11 horas. E a partida de volta será no Pacaembu às 11 horas do dia 9 de junho.
Fonte: www.cbf.com.br

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Brasil domina quadro de medalhas no Grand Slam de judô de Moscou


Foto: ahebrasil.com.br
Maria Suelen é campeã com ippon sensacional
Com quatro ouros e um bronze, a Seleção Brasileira dominou o quadro de medalhas do Grand Slam de judô de Moscou, disputado neste fim de semana.
As mulheres foram fundamentais para que o Brasil ficasse em primeiro lugar. Sarah Menezes (até 48 quilos), Erika Miranda (até 52 quilos), Maria Portela (até 70 quilos) e Maria Suelen Altheman (acima de 78 quilos) subiram no lugar mais alto do pódio.
O bronze foi conquistado por Eleudis Valentim, que nas semifinais da categoria até 52 quilos foi derrotada pela compatriota Erika Miranda. Uzbequistão, com três ouros, duas pratas e um bronze, foi o segundo colocado, e o Japão (2-1-0) foi terceiro.
Fonte: www.terra.com.br

EUA divulgam lista de jogadoras que irão defender título do futebol olímpico



Foto:Getty Images
Pia Sundhage, técnica da seleção feminina de futebol dos Estados Unidos, divulgou neste domingo a lista das 18 jogadoras convocadas para os Jogos Olímpicos de Londres, em que se destacam 11 integrantes da equipe que ganhou o ouro olímpico há quatro anos, em Pequim.
A relação é encabeçada pela capitã da equipe, Christie Rampone, que disputará sua quarta olimpíada. Já as meias Shannon Boxx e Heather O'Reilly, e a zagueira Heather Mitts, estarão nos Jogos pela terceira vez.
"A equipe é uma mistura de jogadoras experientes e rostos novos", comentou Pia, ex-jogadora da seleção sueca e técnica das americanas desde novembro de 2007.
Os Estados Unidos estão no Grupo G da competição, ao lado da França, Colômbia e Coreia do Norte.
Confira a lista de convocadas:
Goleiras: Nicole Barnhart, Hope Solo
Defensoras: Rachel Buehler, Amy LePeilbet, Heather Mitts, Kelley O''Hara, Christie Rampone, Becky Sauerbrunn
Meias: Shannon Boxx, Lauren Cheney, Tobin Heath, Carli Lloyd, Heather O'Reilly, Megan Rapinoe
Atacantes: Sydney Leroux, Alex Morgan, Amy Rodriguez, Abby Wambach
FONTE: www.terra.com.br

São José e Centro Olímpico na final da Copa do Brasil de Futebol Feminino 2012


Fonte: vnews.com.br

A Copa do Brasil de Futebol Feminino 2012 já tem seus finalistas definidos: São José e Centro Olímpico. Em sorteio realizado pela Diretoria de Competições da CBF, na última segunda-feira, ficou decidido que a primeira partida será em São José dos Campos.
As duas equipes têm jogadoras que estão na lista das 25 convocadas pelo técnico Jorge Barcellos para a penúltima fase de preparação para as Olimpíadas de Londres 2012. O São José tem Bagé, Formiga, Francielle e Dani. Já o Centro Olímpico tem Maurine, Debinha, Érika e Gabi.
Para chegar à final, o São José eliminou o São Francisco/BA, vencendo as duas partidas. O jogo de ida, em São José dos Campos, terminou em 4 a 1 para as donas da casa. E, na volta, o time paulista venceu por 3 a 2.
Já o outro finalista teve um pouco mais de trabalho. No Pacaembu, na partida de ida, o Centro Olímpico venceu o Vitória/PE por 1 a 0. E, na casa das adversárias, no Carneirão, o jogo terminou empatado em 1 a 1.
As datas dos jogos da final ainda não estão definidas.
Fonte: www.cbf.com.br

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Seleção Feminina convocada


Fonte:lazeresportes.com
O técnico da Seleção Feminina, Jorge Barcellos, convocou, nesta quarta-feira, 25 jogadoras para a penúltima etapa de preparação para as Olimpíadas de Londres 2012, que acontecerá de 4 a 29 de junho, na Granja Comary. A divulgação da lista aconteceu no auditório da sede da CBF e teve transmissão ao vivo na CBF TV.
Confira a lista com 25 jogadoras:
Aline Pellegrino - Football Club Roosiyanca/Rússia
Andreia dos Santos - Vasco
Andreia Suntaque - Juventus/SP
Barbara Micheline - Foz Cataratas/PR
Bruna - Foz Cataratas/PR
Cristiane - Football Club Roosiyanca/Rússia
Daiane (Bagé) - São José/SP
Dani - Quinze de Piracicaba
Debinha - Centro Olímpico/SP
Elaine - Tyresö/Suécia
Erika - Centro Olímpico/SP
Ester - Football Club Roosiyanca/Rússia
Fabi - Football Club Roosiyanca/Rússia
Formiga - São José/SP
Francielle - São José/SP
Gabi - Centro Olímpico/SP
Grazielle (Grazi) - Associação Portuguesa de Desportos - Lusa/SP
Marta - Tyresö/Suécia
Maurine - Centro Olímpico/SP
Rafaelle - University of Mississippi/EUA
Renata Costa - Foz Cataratas/PR
Rosana - Olympique Lyonnais/França
Tânia Maranhão - Vasco
Thaisinha - Vitória/PE
Thaís Picarte - Vitória/PE
Fonte: www.cbf.com.br

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Dividida entre hospital e remo, americana busca vaga olímpica


Foto:Reutrs
Quando a esperança americana Genevra "Gevvie" Stone colocar os remos nas águas de Lucerna, na Suíça, no próximo final de semana, ela tentará realizar o sonho olímpico que lhe foi tirado há quatro anos para manter uma tradição de família.
Stone, líder do ranking feminino dos Estados Unidos no skull simples, perdeu a vaga olímpica para os Jogos 2008 por muito pouco - o tipo de decepção que pode acabar com uma carreira esportiva. Àquele ponto, a atleta era uma recém-formada da Universidade de Princeton que concentrava-se quase integralmente em entrar na equipe olímpica americana.
Hoje, aos 26 anos, a remadora passou os últimos dois anos associando os duros treinos com a faculdade de medicina - remando no rio Charles de Boston ao amanhecer, para depois ir à academia ou para a casa para uma soneca antes da aula na Escola de Medicina da Universidade Tufts.
Nascida no subúrbio de Newton, em Boston, Stone é uma popular tricampeã do tradicional "Head of the Charles", que acontece anualmente em outubro - a maior competição de dois dias do mundo.
Com a proximidade dos Jogos Olímpicos, Stone chegou ao topo do ranking na hora certa, na regata de seleção nacional em Chula Vista, na Califórnia, em Abril.
A atleta cobriu o percurso de 2 mil metros em 7min32s e carimbou a passagem para a última Regata Pré-Olímpica em Lucerna, que acontece de 20 a 23 de maio. O prêmio da vaga nos Jogos Olímpicos de Londres está a apenas algumas corridas.
Dinastia no remo
Quando mais jovem, Gevvie Stone foi uma garota atlética que tentou diversos esportes no colegial, incluindo lacrosse, mas com o passar do tempo entrou no "negócio" da família.
A mãe de Stone, então Lisa Hansen, remou para os Estados Unidos na Olimpíada de Montreal 1976, no skull quádruplo com timoneiro, chegando na sétima posição.
Gregg, pai de Gevvie, teve seu sonho olímpico interrompido. Assim como sua filha, ele perdeu por pouco a classificatória em sua primeira tentativa em 1976. Em 1980, mais forte e experiente, Stone foi o primeiro colocado no ranking americano do skull simples - mas perdeu os Jogos de Moscou por conta do boicote da equipe dos EUA.
"Eles amam que um dos filhos tem a experiência das mesmas coisas que eles fizeram, e ainda são apaixonados pelo esporte que significa muito para eles", disse Gevvie.
Gregg Stone lidera o time informal de treinadores que aconselha a filha. Lisa Stone foi a primeira técnica de Gevvie, na escola preparatória da região de Boston, a Escola Winsonr, mas agora se concentra-se somente no apoio materno.
Com 1,82 m e 71 kg, Stone é relativamente leve para uma remadora de nível mundial ¿ muito pequena para remar em um barco de oito pessoas, mas do tamanho ideal para um barco individual.
"No individual você pode adaptar seu estilo de remada com o que é melhor para você. Pessoalmente, eu aponto minha boa técnica como um dos meus pontos fortes. A força é um dos meus pontos negativos", disse. "Minha força no individual é a sensibilidade do barco."
Cérebro
A palavra final nos planos de treinamento de Stone vem sempre de seu pai, e recentemente está focado principalmente na intensidade do que no volume, de acordo com a necessidade do seu evento.
"Remar uma corrida de 2 mil metros é como correr os 800 m. Não é uma arrancada, mas você não pode ficar em um ritmo lento. Está naquela dura, estranha, linha que separa um esporte de força de um esporte de resistência", afirmou a atleta.
O melhor conselho técnico que recebeu, segundo Stone, não tem nada a ver com cadência de remada ou repetições na academia. "Meu pai disse, se você não gosta de fazer isso todos os dias por duas semanas, então você deveria pensar em parar. Todo mundo tem um treino ruim, um dia ou dois, quando eles pensam 'ah, meu Deus, por que estou fazendo isso?'. Eu nunca passei por mais do que dois ou três dias sem querer fazer isso."
Stone, que atualmente trabalha como pesquisadora assistente no Laboratório Ortopédico Biomecânico no Hospital Geral de Massachusetts, disse que os assuntos mentais na escola de medicina tem sido um bom complemento ao físico dos treinamentos.
"Meu cérebro tem tanta energia, mas o resto de mim não tem. Fisicamente minhas pernas sentem a carga diversas vezes, mas meu cérebro não."
Fonte: www.terra.com.br

Musa paraguaia evita comparação com Larissa Riquelme: "povo decide"


Foto: Fernando Borges/Terra
Paraguaia, bela, frequentemente vista em eventos esportivos, a atleta Leryn Franco, do lançamento de dardo, até poderia ser comparada à conterrânea Larissa Riquelme, que se tornou famosa em todo o mundo durante a Copa da África do Sul 2010. Apesar de também trabalhar com modelo, a esportista afirma que participam de eventos muito diferentes, e deixou ao público a decisão de qual das duas seria a mais bonita.
"Conheci (Larissa Riquelme) em alguns eventos, poucos na verdade. Não temos muitos eventos em comum, fazemos coisas distintas, então a conheço de longe", comentou a atleta, que participou do GP São Paulo de atletismo e terminou na sexta colocação. Leryn também atua como modelo e é apresentadora de um programa esportivo na TV paraguaia.
Vice-campeã do concurso de Miss Paraguai, a atleta preferiu não comparar-se à modelo e disse que não sabe qual das duas é a mais bonita. "O povo é que tem que decidir."
Aos 30 anos, a atleta ainda não sabe se estará em forma para tentar uma vaga nos Jogos do Rio de Janeiro, mas gostaria de participar da Olimpíada  2016 até mesmo na área administrativa.
"Gostaria muito de ir ao Rio. Se não vier como esportista, gostaria muito de vir como dirigente, porque eu quero seguir no esporte de alguma forma e minha experiência na área pode servir para ajudar meu país", disse.
Leryn ainda afirmou que nunca posou nua por não ter recebido uma proposta convincente, mas não descarta a ideia. "Tive algumas propostas, mas ainda não fiz. Até agora nenhuma me convenceu", contou. "Mas nunca diga nunca. Quando eu era pequena, pensava que queria ser somente atleta. Me insistiram para fazer umas fotos, uma coisa leva a outra, e acabei modelando. Até agora ninguém me convenceu."
Ainda em busca do índice olímpico para os Jogos de Londres, Leryn precisa superar sua melhor marca na carreira, na casa dos 56 m, e chegar a um lançamento de 59,00 m para assegurar a vaga.

COPA DO BRASIL DE FUTEBOL FEMININO



A Diretoria de Competições da CBF anuncia que o sorteio para definição de mandos de campo da final da Copa do Brasil de Futebol Feminino 2012, que será realizado no dia 22 de maio, às 14 horas, na sede da confederação.
Os primeiros jogos das semifinais serão neste sábado, dia 19 de maio. O Centro Olímpico/SP recebe o Vitória/PE, às 14 horas, no Pacaembu. A outra vaga da final será decidida entre São José/SP e São Francisco/BA, às 17 horas, no Martins Pereira.
As partidas de volta serão no dia 26.
Fonte: www.cbf.com.br

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Serena mantém "freguesia" e encerra sequência de Sharapova


No décimo encontro entre Serena Williams e Maria Sharapova pelo circuito profissional feminino de tênis, a primeira venceu pela oitava vez. Mantendo a "freguesia", a americana dominou a russa nesta sexta-feira, ganhando por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3, pelas quartas de final do Masters 1000 de Madri. O resultado encerra uma sequência expressiva da número 2 do mundo, que havia chegado à final dos últimos três torneios disputados.
O principal diferença de Williams para chegar à semi no saibro azul de Madri foi o saque. Ela anotou 11 aces e três duplas-faltas, contra respectivamente três e oito de Sharapova.
Com um aproveitamento de 81% dos pontos quando encaixou o primeiro serviço, Serena só foi ameaçada pela rival em uma ocasião. Ela sacava em 2/1 no segundo set e teve o saque quebrado pela primeira e única vez no confronto. No game seguinte, Sharapova abriu 40-30 para passar à frente com o placar de 3/2, mas cometeu duas duplas-faltas seguidas; a russa ainda salvaria dois break points, mas não resistiria à terceira oportunidade da americana, que embalou até confirmar o êxito em uma hora e 19 minutos.
Com o resultado, Williams ampliou o domínio no confronto de antigas líderes do ranking mundial. A atual número 9 da lista soma agora oito vitórias e duas derrotas contra Sharapova, que não bate a adversária desde 2004. São sete êxitos seguidos nesse duelo para a americana, que só havia enfrentado a oponente no saibro uma vez: em Charleston, em 2008, quando triunfou por 7/5, 4/6 e 6/1.
Classificada à semifinal, Williams aguarda para conhecer sua próxima adversária, que sai do confronto entre a australiana Samantha Stosur, quinta colocada do ranking, e a checa Lucie Hradecka, a 105ª, oriunda do torneio qualificatório.
Sharapova, por sua vez, lamenta a perda de uma boa sequência no circuito. A vice-líder da lista mundial havia chegado à decisão dos três últimos eventos em que atuou: foi campeã no saibro de Stuttgart e vice na quadra dura de Miami e Indian Wells. Também nesta temporada, a atleta perdeu a final do Aberto da Austrália.
Foto: Reuters
Fonte: www.terra.com.br

Colômbia conta com recordista e musa para se destacar no Pré-Olímpico



Após ser derrotada pelo Brasil em sua estreia no Pré-Olímpico Sul-Americano feminino de vôlei, a Colômbia volta à quadra do Ginásio Milton Olaio Filho, em São Carlos, para partida contra o Uruguai, e em caso de vitória avançará à semifinal. O time colombiano tem duas jogadoras para confiar em dois âmbitos diferentes: o esportivo e o plástico.
A equipe comandada pelo técnico brasileiro Mauro Marasciulo aposta na presença da oposto Madelaynne Montaño, recordista mundial de pontos em uma mesma partida - 54, obtidos na disputada Liga Coreana. A jogadora foi a atleta mais acionada na derrota por 3 sets a 0 (parciais de 25/11, 25/18 e 25/19), mas não conseguiu virar a balança para o lado de sua equipe.
A colombiana foi a principal pontuadora da partida, com 17 pontos, marca que poderia se aproximar do recorde caso o aproveitamento fosse superior. De 44 bolas recebidas, a oposto só converteu 34%, desempenho classificado como "baixíssimo" pelo técnico do Brasil, José Roberto Guimarães.
Montaño reconhece que as chances de vaga a Londres são baixas, mas se anima por participar do Pré-Olímpico. "Em dois tempos da minha carreira esportiva tive o sonho de chegar à Olimpíada. Em Atenas, 2004, que acreditamos muitíssimo que a Colômbia poderia ir, e agora em Londres. Mas ao menos fico contente por participar da classificação para a Olimpíada", afirmou.
Se a oposto é a arma para pontuar, a Colômbia conta com a levantadora Catalina Charry para chamar as atenções das arquibancadas. Pouco acionada na derrota para o Brasil, a jovem de 22 anos se destacou pela beleza apresentada em quadra.
"Não gosto de dizer que sou bonita. Acho que a beleza é subjetiva", afirmou Charry, que riu e desconversou ao ser perguntada se se considera bela. A levantadora, que disse ser solteira, atua no time da Salt Lake Community College, faculdade comunitária dos Estados Unidos.
A camisa 10 do time da Colômbia se mostrou modesta e elogiou a mulher de seu país, aproveitando para fazer uma comparação com as brasileiras. "As colombianas são muito bonitas, mas acho que sou normal", comentou. "As brasileiras são muito bonitas também, mas acho que são mais exóticas", explicou a atleta.
Charry e suas companheiras de Colômbia seguem concentradas em São Carlos para a sequência do Pré-Olímpico, mas a jogadora admitiu que gostaria de sair e se divertir na noite da cidade. "Nós temos vontade, mas o treinador acho que não (risos)", respondeu.
Foto: Bruno Santos/Terra
Fonte: www.terra.com.br

terça-feira, 8 de maio de 2012

Ângela e Lili são as últimas brasileiras a avançar à fase final



Em jogo equilibrado, a dupla Ângela e Lili bateu as suiças Forrer e Vergé-Dépré por 2 sets a 1, parciais de 21/13, 17/21 e 15/11, e avançou à fase final do Grand Slan de Pequim, juntando-se a Juliana/Larissa, Talita/Maria Elisa e Taiana/Vivian, outras duplas brasileiras presentes na fase principal do torneio.
Vinda do country-cota, onde venceu a disputa com as conterrâneas Maria Clara e Raquel por 2 sets a 1, parciais de 16/21, 21/11 e 15/9, Ângela e Lili tiveram ainda que passar pelas eslovacas Dubovcoca e Nestarcova, derrotadas por 2 sets a 0, parciais de 21/16 e 21/19, para duelar com a dupla suíça por vaga na fase final do Grand Slam.
No confronto, equilíbrio nos dois primeiros sets, apesar das vantagens abertas no placar. Após a vitória de Ângela e Lili no primeiro período, parcial de 21/13, Forrer e Vergé-Dépré foram superiores no segundo, vencido por 21/17, e levaram a partida para o tie-break, fechado em 15/11 pela dupla brasileira.
"Lutamos muito no tie-break e estamos nos fortalecendo a cada jogo. Mudamos nossa estratégia no terceiro set e deu certo. Foi muito complicado, com a areia muito quente, mas foi um grande jogo. As dificuldades continuam na fase principal. Vamos tentar manter o que fizemos nestes dois dias para conseguir as vitórias", afirmou Lili.Na fase principal, Ângela e Lili encontram-se no Grupo B, junto a Talita/Maria Elisa, adversárias na primeira rodada, Mouha/Gielen, da Bélgica, e Wang Fan/Yue, da China.
Juliana e Larissa, hexacampeãs do Circuito Mundial, estão no Grupo C, disputando a classificação com as gregas Arvaniti/Tsiartsiani, as suíças Goricanec/Graessli, e as austríacas Doris Schwaiger/Stephanie Schwaiger.
Já Taiana e Vivian, no Grupo F, enfrentarão Hansel/Montagnolli, da Áustria, Keiser/Van Iersel, da Holanda, e Candelas/Garcia, do México.
Ao todo, oito grupos de quatro duplas formam a fase final do Grand Slam de Pequim. As líderes de cada um deles avançam diretamente às oitavas de final da competição. Já as segundas e terceiras colocadas terão que enfrentar-se em rodada extra pela segunda vaga do grupo.
Foto: FIVB/Divulgação

Patrícia Amorim sobre Zinho na gerência do futebol: "ótimo nome"


Foto: esporte.ig.com.br
A presidente Patrícia Amorim, considerou como um "ótimo nome" a eventual contratação de Zinho, tetracampeão mundial em 1994 com a Seleção Brasileira e campeão brasileiro pelo clube em 1987 e 1992, como novo gerente do futebol do Flamengo. No entanto, a dirigente não quis dar detalhes da negociação, que segundo ela, está fora da sua alçada e vem sendo tocada pelo vice-presidente rubro-negro, Paulo Coutinho.
"Não recebi nada em relação ao Zinho ainda, ou de qualquer outro executivo, então aguardo. Se não chegou nada até mim é porque ainda não tem nada fechado", explicou Amorim, no evento de lançamento da TV Fla, uma parceria do clube com a emissora Esporte Interativo, que vai trazer conteúdo exclusivo, a partir do próximo dia 15, em programas semanais, para os torcedores por meio do canal de TV e pela própria internet.

Nos bastidores, porém, a chegada de Zinho é vista com bastante confiança. Em entrevista à rádioEstadão/ESPN, o ex-jogador se mostrou confiante em um acerto e disse que até a próxima quarta-feira dará uma resposta definitiva ao convite. Antes, Zinho teria que acertar a sua saída da Fox Sports, emissora onde atua como comentarista, além de se desvincular do Nova Iguaçu, clube da Baixada Fluminense onde tem participação administrativa.
O único fator que poderia emperrar o acerto entre as partes é o término do mandato da presidente Patrícia Amorim em dezembro ¿ caso assuma uma nova presidência, Zinho não estaria garantido no prosseguimento do planejamento do futebol do clube, prazo este, portanto, que o ex-meia julgaria muito curto para desempenhar a nova função.
Enquanto aguarda a resposta positiva de Zinho, Patrícia Amorim reforça a tese de que, para um torneio longo como o Campeonato Brasileiro - o Flamengo estreia no dia 19, em Recife, contra o Sport - a presença de um diretor de futebol fará toda a diferença.
"Tem que haver um trabalho estratégico de planejamento em cima disso tudo. Uma pessoa antenada no mercado para quando se abrir uma janela tem que estar a par das coisas que estão acontecendo no cenário como um todo", destacou Patrícia.

VÔLEI: Seleção chega a São Carlos para preparação por vaga olímpica



A Seleção Brasileira já está em São Carlos para a disputa do Pré-Olímpico Sul-Americano feminino de vôlei, que ocorre na cidade a partir da próxima quarta-feira. O time do Brasil chegou ao interior paulista nesta segunda vindo do Rio de Janeiro e realizou o primeiro treino, no final da tarde, no Ginásio Milton Olaio Filho.
As jogadoras realizaram por uma hora e meia trabalho de fundamentos e situações de jogo. O treino também serviu para que as atletas conhecessem a arena que receberá todas as partidas do torneio que concede uma vaga aos Jogos Olímpicos de Londres.
"Fiquei feliz com o que vi em dois jogos que fizemos entre elas em Saquarema. Elas estão bem. Lógico que ainda falta corrigir alguns detalhes, mas assim estão todos os times que vieram. Então a gente espera que consiga se apresentar bem, mostrar um volume de jogo importante em relação a bloqueio-defesa e logicamente conseguir essa vaga a Londres", disse o técnico José Roberto Guimarães.
Esta é a segunda oportunidade do Brasil para obter a vaga a Londres. Em 2011, a Seleção ficou em quinto lugar na Copa do Mundo, competição que classificava três times aos Jogos (Itália, EUA e China carimbaram o passaporte). Caso a equipe da casa não seja campeã, ainda pode buscar a vaga via Pré-Olímpico Mundial.
A Seleção retorna ao ginásio na manhã desta terça para o segundo treino. A estreia ocorre contra o Uruguai, na quarta, às 19h30 (de Brasília), com promessa de bom público, fato comemorado pelo treinador.
"Elas estão felizes de estar em São Carlos. Principalmente de jogar junto da nossa torcida e conseguir essa classificação, que é o mais importante", afirmou José Roberto Guimarães.
Fonte: www.terra.com.br